Ranking da advocacia

Ranking da advocacia

Antonio Corrêa Meyer e Arnold Wald são os dois advogados mais admirados da advocacia brasileira, entre as grandes empresas do país. Demarest e Almeida e Pinheiro Neto são os escritórios mais citados pelo mercado. O Tozzini, Freire, Teixeira e Silva é a maior sociedade de advocacia, com 440 advogados. E a Faculdade de Direito da USP é a escola que formou o maior número de sócios dos 474 grandes escritórios. Quem gosta de números e quer ter um balanço do campo de trabalho dos advogados do Brasil tem um prato cheio: acaba de sair a segunda edição de Análise Advocacia, o mais completo ranking da advocacia nacional.

A obra da Análise Editorial vale mais como um guia indicativo de excelência do que um ranking propriamente dito – embora ninguém resista à tentação de fazer a sua lista de maiores e melhores. Assim, logo de cara, surge a lista dos 32 advogados mais citados numa votação que teve como colégio eleitoral os advogados citados no anuário de 2006. E lá estão, por ordem alfabética, entre outros, os nomes de Ada Pellegrini Grinnover, Carlos Ari Sundfeld, Celso Mori, Ives Gandra da Silva Martins, Kazuo Watanabe, Mário Sérgio Duarte Garcia e Sérgio Bermudes.

Desta seleção da seleção, constam também os nomes de Antonio Correa Meyer e Arnold Wald, campeões também na eleição em que os departamentos jurídicos de 1.517 empresas elegeram os advogados mais admirados em cada área do Direito. Meyer foi lembrado entre os melhores em Direito Societário, Contratos Comerciais, Comércio Internacional e Infra-Estrutura. Wald também obteve indicações em quatro áreas: Comércio Internacional, Consumidor, Cível e Operações Financeiras. Com três citações, aparecem apenas outros três advogados: Fábio Ulhoa Coelho (Contratos Comerciais, Societário e Consumidor); José Roberto Ópice (Operações Financeiras, Contratos Comerciais e Societário) e Paulo Cezar Aragão (Comércio Internacional, Operações Financeiras e Societário). Veja a Lista dos advogados mais citados:

Profissionais mais citados

O quadro aponta os nomes dos profissionais mais citados, listados pelo total de citações

  Advogado Cita.
1 Antonio Correia Meyer
Arnold Wald
4
2 Fabio Ulhoa Canto
José Roberto Opice
Paulo Cezar Aragão
3
3 Alberto Xavier
Alexandre Bertoldi
Antonio Mendes
Francisco Mussnich
José Eduardo Carneiro Queiroz
Luciana Rosanova Galhardo
Luís Roberto Barroso
Maria Cristina Cescon Avedisssian
Moshe B. Sendacz
Nei Schilling Zelmanovits
Nelson Néri Junior
Roberto Quiroga Mosquera
Rodrigo Sales
Sergio Pinheiro Marçal
2

Escritórios

O ranking mais próximo da objetividade é o que lista os maiores escritórios, tendo como critério o número de advogados. Neste pódio, o primeiro lugar este ano ficou com o Tozzini, Freire, Teixeira e Silva, com 440 advogados, deixando em segundo lugar o campeão do ano passado, o Demarest e Almeida, com 391. Pinheiro Neto (329), Machado, Meyer (315) e Siqueira Castro (314) completam os cinco primeiros colocados. Veja a seguir o ranking dos escritórios com mais de 100 advogados:

Os maiores escritórios

Lista dos escritórios organizada pelo número de advogados, somando-se a quantidade de sócios e a de não sócios (aparecem os escritórios com mais de 100 advogados)

  Escritorio Advo.
1 Tozzini, Freire, Teixeira e Silva 440
2 Demarest e Almeida 391
3 Pinheiro Neto 329
4 Machado, Meyer, Sendacz e Opice 315
5 Siqueira Castro 314
6 Mattos Filho, Veiga, Marrey e Quiroga 243
7 Noronha 221
8 Veirano 219
9 Décio Freire 218
10 Barbosa, Mussnich e Aragão 196
11 Martinelli 184
12 Emerenciano e Baggio 182
13 Leite, Tosto e Barros 170
14 Gaia, Silva, Rolim 144
15 Trench, Rossi e Watanabe 140
16 Pellon 137
17 Gouvêa Vieira 134
18 Azevedo Sette 127
19 Menezes e Lopes 126
20 Dannemann e Siemsen 125
21 José Oswaldo Corrêa 112
22 Lacaz Martins 108
  MMC & Zarif 108
24 Souza, Cescon, Avedisian, Barrieu e Flesch 107
25 Fragata e Antunes 101

Na avaliação qualitativa dos escritórios, feita pelos representantes das empresas que responderam à pesquisa, o Demarest e o Pinheiro Neto foram os mais citados, obtendo cada um 12 indicações, seguidos pelo Machado, Meyer e pelo Veirano, com 11 cada um (veja o quadro com os escritórios que obtiveram duas indicações ou mais).

Escritórios mais citados

O quadro abaixo lista os escritórios pela ordem do número total de citações que receberam na pesquisa “Os mais admirados” (aparecem os escritórios com duas citações ou mais)

  Escritório Cita.
1 Demarest e Almeida
Pinheiro Neto
12
3 Machado, Meyer, Sendacz e Opice
Veirano
11
5 Mattos Filho, Veiga, Marrey e Quiroga
Tozzini, Freire, Teixeira e Silva
Trench, Rossi e Watanabe
10
8 Leite, Tosto e Barros 7
9 Barbosa, Müssnich e Aragão
Levy & Salomão
6
10 Siqueira Castro 5
11 Ulhôa Canto, Rezende e Guerra
Gaia, Silva, Rolim
Martinelli
4
14 Lobo & Ibeas
Machado
Souza, Cescon, Avedissian, Barrieu e Flesch
Wald
3
15 Dannemann & Siemsen
Duarte Garcia, Caselli
Guimarães e Terra
Emerenciano, Baggio
Sergio Bermudes
L. O. Baptista
Lefosse
Motta, Fernandes Rocha
2

A escolha dos escritórios mais admirados trouxe uma novidade este ano, com a inclusão do Direito Penal. Que teve como grandes destaques Mariz de Oliveira; Malheiros Filho, Camargo Lima e Rahal e Real e Moreira Porto. Ao lado dos grandes generalistas, como o Demarest e o Pinheiro Neto, surgiram os especializados como Toron, Torihara e Szafir; D’Urso & Borges e o Vilardi.

Os escritórios mais admirados

O quadro abaixo, relaciona os escritórios mais votados em cada área do Direito

Ambiental

  • Demarest e Almeida Advogados
  • Milaré Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados

Cível

  • Demarest e Almeida Advogados
  • Escritório de Advocacia Sérgio Bermudes
  • Pinheiro Neto Advogados

Comércio Internacional

  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Mattos Filho, Veiga Filho, marrey Jr. e Quiroga Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados

Consumidor

  • Demarest e Almeida Advogados
  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados

Contratos comerciais

  • Demarest e Almeida Advogados
  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados

Infra-estrutura

  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados
  • Ulhôa Canto, Rezende e Guerra Advogados

Operações financeiras

  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Mattos Filho, Veiga Filho, marrey Jr. e Quiroga Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados

Penal

  • Advocacia Mariz de Oliveira
  • Malheiros Filho, Camargo Lima e Rahal Advogados
  • Reale e Moreira Porto Advogados Associados

Propriedade intelectual

  • Dannemann Siemsen Advogados
  • Gusmão e Labrunie Advogados
  • Momsen, Leonardos & Cia.

Societário

  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados

Trabalhista

  • Demarest e Almeida Advogados
  • Mascaro e Nascimento Advogados
  • Tozzini, Freire Teixeira e Silva Advogados

Tributário

  • Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados
  • Mattos Filho, Veiga Filho, marrey Jr. e Quiroga Advogados Pinheiro Neto Advogados

Escola e perfil

Outra novidade da nova edição da Análise Advocacia: o ranking das escolas que formaram os sócios dos escritórios. Sem surpresa, USP, PUC-SP e Mackenzie ocupam o topo da lista, numa repetição quase idêntica ao dos índices de aprovação do último Exame de Ordem da OAB-SP. A publicação informa ainda que 65% dos sócios dos escritórios se formaram em escolas privadas e que os sócios se formaram, em média, há 12 anos. Dos sócios, 75% são homens e 25% mulheres. Já os advogados associados dos escritórios são formados há 8 anos e, numa proporção ainda maior, têm origem nas escolas privadas (73%). As mulheres ainda são minoria, mas já estão perto de empatar o jogo: 48 a 52%.

As escolas dos sócios

Instituições de ensino freqüentadas pelos sócios dos 474 escritórios contemplados pelo Análise Advocacia (aprecem as escolas com 1% de ex-alunos citados ou mais).

  Escola %
1 USP 13,5
2 PUC-SP 10,2
3 Mackenzie 6,7
4 FMU 5,9
5 UFMG 3,9